quinta-feira, 5 de julho de 2018

CCCVI


O que nós esperamos, de acordo com a sua promessa, são novos céus e uma nova terra, onde habitará a justiça.


Simão Pedro
Epístola segunda, 3:13

CCCXV


Combati o bom combate, completei a corrida, guardei a fé.
Agora está reservada para mim a coroa da justiça.


Paulo de Tarso (*?+64/67 d.C.)
Timóteo, epístola segunda, 4:6-8

domingo, 1 de abril de 2018

CCCXIV




Ele não foi abandonado na região dos mortos e sua carne não conheceu a corrupção.

Atos, 2,14.22-32

CCCXIII



Aurora. O homem sente o poder de Deus. Andante religioso. Mas o homem ainda anseia. Ele mergulha na paixão e não encontra paz. Ele se vira para a ciência e tenta em vão resolver os problemas da vida em uma fuga. Soam as agradáveis músicas de dança e ele se torna um indivíduo. Sua alma se eleva, enquanto o mundo vai afundando debaixo dele.
 
Richard Georg Strauss (*1864 +1949)

sábado, 17 de março de 2018

CCCXII


Eu poderia viver recluso numa casca de noz e me considerar rei do espaço infinito.

William Shakespeare (*1564+1616)

domingo, 11 de março de 2018

CCCXI



Se mais mundo houvera, lá chegara.

Luís Vaz de Camões (*1524 +1579/80)

sexta-feira, 23 de fevereiro de 2018

CCCX



Na verdade, na verdade vos digo que, se o grão de trigo, caindo na terra, não morrer, fica ele só; mas se morrer, dá muito fruto.

João 12:24

domingo, 18 de fevereiro de 2018

CCCIX

Tu que nascestes dos deuses, dos Godos ou da lama... Assim, vós mesmos, imagens dos deuses, nada mais sois que poeira.


Johann Gottfried von Herder (*1744 +1803)
A Goethe

segunda-feira, 19 de dezembro de 2016

CCCVIII



Mais um curto instante, mais um descanso rápido sobre o vento, e outra mulher me conceberá. Foi somente ontem que nos encontramos num sonho.


Gibran Khalil Gibran (*1883 +1931)
In: O profeta

quarta-feira, 14 de setembro de 2016

CCCVII





S.T.T.L. (Sit tibi terra leuis)




"Que a terra lhe seja leve"
Expressão latina

domingo, 11 de setembro de 2016

domingo, 31 de julho de 2016

CCCV




E depois vinham os guardas do rei, a cavalo, à frente da tropa, armada de lanças, espadas e punhais, como se fossem para a guerra, passavam e não acabavam de passar, tal uma serpente de que não vemos nem a cabeça nem o rabo e que ao mover-se é como se não tivesse fim, entra-nos no coração o medo, assim eram aquelas tropas marchando atrás de um morto, mas também em direcção à sua própria morte, aquela de cada um, que mesmo quando parece demorar-se sempre acaba por bater-nos à porta, São horas, diz ela, pontual, sem diferença, tanto faz com reis ou com escravos, um que ia lá adiante, carne morta e corrupta, na cabeça do cortejo, outros no couce da procissão, comendo o pó de um exército inteiro, por enquanto vivos, mas já à procura, todos eles, do lugar onde ficarão para sempre.


José de Sousa Saramago (*1922+2010)
In: O Evangelho segundo Jesus Cristo



terça-feira, 25 de agosto de 2015

CCCIV




Visita interiorem terrae rectificando
invenies occultum lapidem.


"Visita o interior da Terra, retificando-te, encontrarás a Pedra Oculta."
Expressão filosófica da Idade Média (sigla: V.I.T.R.I.O.L.)

domingo, 8 de fevereiro de 2015

CCCIII

Embora o sábio entenda que a treva é bem-vinda
Quando a palavra já perdeu toda a magia
Clama, clama contra o apagar da luz que finda. 



Dylan Marlais Thomas (*1924+1953)
Tradução: Augusto de Campos - Poesia da Recusa

terça-feira, 6 de janeiro de 2015

CCCII




E vou mostrar-te algo distinto de tua sombra a caminhar atrás de ti quando amanhece ou de tua sombra vespertina ao teu encontro se elevando; vou revelar-te o que é o medo num punhado de pó.


Thomas Stearns Eliot (*1888+1965)
In: Terra devastada

domingo, 26 de outubro de 2014

CCCI

Nós ossos que aqui estamos
pelos vossos esperamos.




Inscrição à entrada da "Capela dos Ossos", em Évora (Portugal)

terça-feira, 14 de outubro de 2014

CCC

How happy is the blameless vestal’s lot!
The world forgetting, by the world forgot.
Eternal sunshine of the spotless mind!
Each pray’r accepted, and each wish resign’d


"Brilho eterno de uma mente sem lembranças! / Toda prece é ouvida, toda graça alcançada. / Feliz é a inocente vestal! / Esquecendo o mundo e por ele sendo esquecida."

 Alexander Pope (*1688+1744)
In: "Eloisa to Abelard"

sábado, 11 de outubro de 2014

CCXCIX




A festa acabou,
a luz apagou,
o povo sumiu,
a noite esfriou,
e agora, José?


Carlos Drummond de Andrade (*1902+1987)

sexta-feira, 10 de outubro de 2014

CCXCVIII




Acaso pensas tu que uma alma quebrada ou torcida pode tratar-se com uma simples mudança de ambiente?


Lucius Annaeus Seneca (*4 a.C.+65)

quinta-feira, 9 de outubro de 2014

CCXCVII

Quero, arrancado das prisões carnais,
Viver na luz dos astros imortais


Augusto de Carvalho Rodrigues dos Anjos (*1884+1914)